Fique por dentro do vestibular

Loading...

Política viva

Loading...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Relação Campo X Cidade: Industrialização e caos urbano.

      Por: Marco Antonio Amaral – Colégio Liceu Carioca/ Terceira fase


         Analisando o atual momento e seus problemas urbanos, tais como: engarrafamentos, poluição, desemprego, e outros. Constatamos que tais problemas foram agravados durante os processos de industrialização, modernização e urbanização.
         Grande parte da mão-de-obra era aplica da no campo com a produção e extração de matéria prima, tais como os renováveis e os não renováveis. Renováveis são os disponíveis na natureza que têm a capacidade de renovação em tempo útil ao homem (pesca, castanheira...), já os não renováveis são os que o seu ciclo de renovação é mais longo que o tempo para o aproveitamento humano (extração predatória de madeira).
         Com o passar do tempo e a industrialização, em um primeiro momento da cidade e posteriormente do campo, a transformação da matéria prima se fez de maior importância econômica. Passando pela alteração social e concentração espacial do trabalhador em áreas urbanas.
         Trabalhadores rurais passam a seguir para a cidade abandonando o campo (Êxodo rural) a procura de trabalho nas indústrias.
         De olho nesta mão de obra barata, boa oferta de matéria prima, isenção fiscal, leis ambientais menos rígidas, as empresas passam a se instalar em países subdesenvolvidos em busca de maior lucratividade.
       Com a ampliação do poder das grandes corporações, marcadamente nos anos 90, surgem as terceirizações e do avanço tecnológico, com a robotização das linhas de produção e a mecanização do campo, o desemprego estrutural. Embora tenhamos a economia distribuída em três setores: Primeiro setor é o de produção (extração de matéria prima), o segundo setor é o de transformação da matéria prima e o terceiro setor é de transporte, comércio e serviços. Observa-se nesse momento a retração do emprego de mão de obra nos primeiro e segundo setores da economia, os mais esvaziados com as mudanças na economia e o desenvolvimento tecnológico. 
       Os trabalhadores deste setor com baixos salários e dificuldades em qualificação, terminaram por inchar, nas cidades, o processo de favelização, trabalho informal e muito desemprego. Sujeitos a falta de saneamento e outros problemas de nosso dia a dia.
       Desta forma podemos observar que a industrialização e sua subseqüente modernização, apesar de terem dinamizados os países subdesenvolvidos, não trouxeram melhorias reais para a população, nem mesmo para os empregados diretamente na área. Apesar da riqueza (PIB) desses países terem aumentado significativamente nas ultimas décadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias diárias do dia a dia, todo dia, aqui!

Loading...

Política Viva em vídeo

Loading...

Um pouco do que há de bom no YouTube

Loading...