Fique por dentro do vestibular

Loading...

Política viva

Loading...

sexta-feira, 24 de abril de 2009

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DA POPULAÇÃO

O total de habitantes do planeta, ou seja, sua população absoluta, supera os 6,5 bilhões de habitantes. Entretanto, esta população não se distribui uniformemente pela superfície terrestre.

Entre todos os continentes, é o asiático que concentra o maior número de habitantes, mais da metade do contingente populacional do nosso planeta. É, portanto, na Ásia que encontramos os países mais populosos, ou seja, aqueles com grande população absoluta, dentre os quais a China e a Índia, as duas nações mais populosas do mundo. Se somarmos a população desses dois países, temos cerca de 35% da população do mundo.

Abaixo, podemos observar um mapa com a distribuição da população absoluta no mundo:
Para uma análise adequada da distribuição mundial não basta, porém, considerarmos apenas a população absoluta dos países. Precisamos levar em conta também a distribuição da população pelo território, ou seja, sua população relativa ou densidade demográfica, de forma a relacionar diretamente o número de habitantes por quilômetro quadrado.

Quando a densidade demográfica de um país é alta, ele é considerado povoado. Precisamos ter cuidado ao interpretar esses dados, os quais não se relacionam com o grau de desenvolvimento das nações. O Brasil, por exemplo, tido como um país subdesenvolvido, é populoso mas é pouco povoado, já que sua densidade demográfica foi apontada pelo IBGE, com 19,9 hab/km² na última década, ao contrário de países como Alemanha e Israel, que possuem uma população relativa superior a 200 hb/km².

Vale lembrar que os números sobre densidade demográfica de um país são literalmente RELATIVOS, pois mesmo dentro do território de uma nação, a população não se distribui uniformemente. Precisamos levar em conta os fatores econômicos, sociais e políticos, como a maior ou menor disponibilidade de empregos ou até mesmo fatores ligados ao relevo e ao clima, que podem facilitar ou dificultar a ocupação humana.

Os países que possuem altos índices de emprego, clima ameno, solos férteis etc, acabam se tornando ECÚMENOS, ou seja, apresentam grande concentração populacional. Outros, que não possuem tais atributos, tornam-se ANECÚMENOS.

Porém, o principal fator de distribuição populacional continua sendo os altos índices de natalidade dos países subdesenvolvidos, onde a concentração é sempre maior do que nos países com elevados padrões de renda.

O principado de Mônaco e a Indonésia são exemplos da relatividade da idéia de superpovoamento, uma vez que Mônaco apresenta uma população relativa alta (600 hab/km²), mas possui uma estrutura econômica e serviços públicos que atendem às necessidades de sua população. Já a Indonésia, com população relativa entre 10 e 50 hab/km² é superpovoada, devido à carência de serviços públicos, de empregos, habitações etc. Nesse contexto, o que conta é a análise das condições socioeconômicas da população, e não a análise meramente demográfica.

Sem mais por agora, um abraço a todos e até o próximo post!

11 comentários:

  1. oi,
    gostei do blog uma nova forma de aprendizado cultura.ja percebi que estudamos na mesma escola.fui
    bjs

    ResponderExcluir
  2. eu estudei no cefet de macaé tinha pedido transferencia pro cefet campos mas desisti e voltei pra macaé..

    ResponderExcluir
  3. gostei do blog otimo trabalho
    não encontrei oque eu tava procurando mais achei coisas interessantes
    valew
    tchau tchau

    ResponderExcluir
  4. adorei esse site! estava com uma duvida imensa e agora pude tirar!

    ResponderExcluir
  5. Bom gosteei muito do blog
    muito achei oqe estava procurando
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. nao gostei !!! achei muita pouca coisa!

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante esse site..
    fiquei muito admirada!!!

    ResponderExcluir
  8. Odiei !os posts estão confusos !

    ResponderExcluir
  9. ta bem gostei!!! tirei minhas dúvidass

    ResponderExcluir

Noticias diárias do dia a dia, todo dia, aqui!

Loading...

Política Viva em vídeo

Loading...

Um pouco do que há de bom no YouTube

Loading...